Concurso ANA: diretora diz que acredita em aval para 100 vagas

0
82

concurso ANA (Agência Nacional de Águas), órgão com sede no Distrito Federal (DF), tem grandes chances de ocorrer até 2021. O órgão encaminhou, em maio, pedido de autorização para preenchimento de vagas ao Ministério da Economia. Em declaração ao jornal Estado de São Paulo, na última quarta-feira, 24 junho, a diretora-presidente da agência, Christianne Dias, disse que acredita na autorização do novo concurso. Segundo ela, com a aprovação, no Senado, também na última quarta, do novo marco legal do saneamento básico, a agência passa a contar com novas atribuições, o que torna necessário reforçar o quadro de pessoal. “Temos expectativa de receber 26 cargos comissionados, fazermos concurso público para suprir 100 vagas e orçamento anual de R$ 7 milhões”, disse. Novas informações podem ser confirmadas em breve

De acordo com informações da agência, a  solicitação foi para o preenchimento de 101 vagas, número um pouco superior ao pedido anterior, de 2019, que contemplava 93 oportunidades. O pedido é para três cargos de níveis médio e superior: especialista em recursos hidrícos, analista administrativo e técnico administrativo.

Os postos de especialista e analista do concurso ANA exigem formação superior, enquanto o técnico destina-se a profissionais com ensino médio.

Atualmente, as remunerações iniciais oferecidas pelo ANA correspondem a R$ 7.474,67 para técnico, R$ 14.265,57 ao analista e R$ 15.516,12 para especialista.

Distribuição da vagas

A distribuição das oportunidades do pedido do concurso ANA é a seguinte:

  • 53 para especialista em recursos hídricos,
  • 38 para analista administrativo e
  • 10 para técnico administrativo.

Concurso ANA: último edital

Foi em 2009 que ocorreu o último concurso ANA, que apresentou 152 vagas distribuídas nos empregos de analista administrativo, especialista em recursos hídricos e especialista em geoprocessamento.

A Esaf ficou com a responsabilidade de organizar o certame e o processo seletivo foi composto pelas seguintes etapas:

  • duas provas objetivas,
  • uma avaliação discursiva,
  • análise de títulos e experiência profissional e
  • curso de formação.

As questões dos testes versaram sobre língua portuguesa, inglês, raciocínio lógico, ética na administração pública, recursos hídricos/legislação aplicada, direito constitucional e administrativo e conhecimentos específicos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here