Concurso TCE RJ: Saiu Edital com 40 Vagas!

0
1020

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro divulgou nesta quinta-feira, 23, edital que oferta 40 vagas para o cargo de Analista de Controle Externo, de nível superior . As vagas serão divididas para as seguintes especialidades:

  • 9 Ciências Contábeis
  • 16 Controle Externo
  • 8 Direito
  • 7   Tecnologia da Informação

Haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, negros, índios e pessoas de baixa renda.

Remuneração  dos analistas podem chegar a R$16 mil

A remuneração para os novos servidores do Tribunal de Contas do RJ é de R$ 13.708,81,além dos benefícios de:

  • auxílio-alimentação de R$1.064,80
  • auxílio-saúde de R$726
  • auxílio-transporte de R$314,60
  • auxílio-educação de R$1.174

Ainda que não possua dependentes e, portanto, não faça jus ao auxílio-educação, a remuneração mensal pode alcançar R$15.814,21. Vale lembrar que esses ganhos também aumentam com as progressões na carreira.

Inscrições

As inscrições serão abertas no dia 7 de fevereiro, no site do Cebraspe, e as provas objetivas estão marcadas para 25 de abril.

Para confirmar a participação no concurso, será preciso pagar uma taxa no valor de R$124, via boleto bancário gerado no ato da inscrição. O pagamento poderá ser feito até 19 de março.

Membros de família de baixa renda que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde poderão pedir isenção da taxa.

Requisitos para o cargo

Para concorrer os requisitos são: possuir nível superior completo na respectiva especialidade, com exceção da especialidade Controle Externo, para a qual podem concorrer graduados em qualquer curso; além de comprovar dois anos de prática profissional.

Essa experiência profissional, contudo, não precisa ser na mesma área de formação do candidato, nem é restrita a qualquer nível de escolaridade. Basta comprovar que já trabalhou, iniciativa privada ou no setor público.

Só não serão considerados práticas profissionais: tempo de estágio, de monitoria, de programa de residência acadêmica e profissional, de pesquisa de iniciação científica, de bolsa de estudo ou de prestação de serviços como voluntário.
Esse último corresponde ao valor concedido a cada dependente e cujo limite é de até três pessoas. Com esses acréscimos, os ganhos podem chegar a R$16.998,21 no início da carreira.

O concurso TCE RJ terá três etapas

1- Prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório.

A primeira prova será dividida em duas partes: uma abrangendo Conhecimentos Básicos (P1) e outra de Conhecimentos Específicos (P2), sendo cada uma com 100 questões, totalizando 200. E será aplicada no dia 25 de abril de 2020.

A parte específica varia conforme a especialidade da vaga concorrida. Já os Conhecimentos Básicos compreendem as disciplinas de:

Língua Portuguesa
Administração Pública
Análise de dados e informações
Auditoria governamental
Controle externo
Direito Administrativo
Direito Constitucional

O exame vai seguir o modelo Cebraspe, no qual os candidatos deverão julgar os itens em ‘certo’ ou ‘errado’. Cada acerto vai somar 1 ponto e cada erro vai resultar em menos um (um ponto negativo). Deste modo, as notas serão atribuídas na escala de 0 a 200 pontos.

Será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que: obtiver nota inferior a 20 pontos na P1; obtiver nota inferior a 30 na P2; ou obtiver nota inferior a 60 no conjunto das duas partes.

2 – Prova discursiva.

Já a prova discursiva compreenderá três questões e uma peça de natureza técnica. Esta será aplicada no dia 26 de abril (domingo), com duração máxima de quatro horas.

As três questões deverão ser respondidas em até 20 linhas, cada uma e terão a seguinte composição:

uma sobre Direito Administrativo, Direito Constitucional e(ou) Controle Externo;
duas sobre Conhecimentos Específicos.

O valor por questão é de 20 pontos, totalizando 60 pontos. Já a peça, de até 50 linhas, compreenderá a redação de um texto contendo instruções e análises técnicas sobre achados de auditoria e normas aplicáveis. Essa terá valor de 40 pontos.

Todos os candidatos inscritos serão convocados para a prova discursiva. Porém, só serão corrigidos os exames daqueles que forem habilitados na prova objetiva, respeitando a classificação e os limites descritos no item 11.7.1 do edital do concurso.

O candidato cuja prova discursiva não for corrigida, estará automaticamente eliminado e não terá classificação alguma no concurso.

3 – Avaliação de títulos que é de caráter classificatório. 

Aqueles que forem classificados nas duas etapas anteriores, serão submetidos a análise de títulos, de caráter exclusivamente classificatório. A etapa valerá até 10 pontos, ainda que a soma dos títulos seja superior.

A pontuação atribuída a cada tipo pode ser consultada na tabela do item 12.3 do edital. O horário e o prazo para apresentação dos documentos serão informados em edital de convocação específico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here