Polícia Civil/PE: Gabarito EXTRAOFICIAL – PROVA COMENTADA – Língua Portuguesa

0
1110

insta_pcGabaritoVocê está ansioso para saber como foi seu desempenho na prova da Polícia Civil de Pernambuco? Nós, da equipe AEP, conhecemos bem tudo o que se passa na sua cabeça e, por isso, postaremos aqui as questões COMENTADAS das provas da Polícia Civil de Pernambuco para você!

Cargo: Agente de Polícia Civil e Escrivão de Polícia Civil do Estado de Pernambuco


CONHECIMENTOS GERAIS

Língua Portuguesa

Questões de 01 a 12:

 

Texto CG1A01AAA

Texto: O crime organizado não é um fenômeno recente. (…)

QUESTÃO 01.

De acordo com o texto CG1A01AAA

a) Há registros da associação de pessoas par o cometimento de crime desde a antiguidade.

b) As primeiras organizações criminosas estruturavam-se de modo totalmente Impreciso e amador, em comparação com as organizações criminosas da atualidade.

c )O conceito da expressão crime organizado foi distorcido porque a imprensa passou a empregá-la para tratar de qualquer crime que envolva entorpecentes.

d) Poucas são as modalidades de crime que podem ser tipificadas como crime organizado.

e) Nem sempre o que o senso comum supõe ser crime organizado é de fato crime organizado.

Comentário: Por se tratar de uma questão de compreensão, a única possibilidade de confirmação da alternativa com relação ao texto é a resposta mencionada. É possível confirmar a assertiva no trecho: O crime organizado não é um fenômeno recente. Encontramos indícios dele nos grandes grupos contrabandistas do antigo regime na Europa, nas atividades dos piratas e corsários e nas grandes redes de receptação da Inglaterra do século XVIII.

 

QUESTÃO 02.

Em cada uma das opções a seguir, é apresentada um trecho do texto anterior Texto CG1A01AAA, seguindo de uma proposta de reescrita. Assinale a opção em que a reescrita mantém a correção gramatical do texto e o sentido do original do trecho.

a) “Só utiliza seu dinheiro para o tráfico ou seus contatos para facilitar as transações” (l 18 e 19): Só utiliza seu dinheiro ou seus contatos para financiar o tráfico ou para facilitar as transações.

b) “O crime pode ser praticado por um indivíduo, uma quadrilhaou uma organização” (L. 24 e 25): O crime ser praticado por um indivíduo, uma quadrilha ou uma organização é permitido.

c) “Mesmo quando se trata de uma pequena apreensão de crack em um local remoto” (L. 9 e 10): Ainda que trata-se de uma pequena apreensão de crack em um local distante.

d) “o varejo do tráfico é um dos crimes mais desorganizados que existe” (L. 12 e 13): O varejo do tráfico é um dos crimes mais desorganizados que existem.

e) “muitas vezes um indivíduo que nem mesmo vê a droga” (L. 17 e 18): muitas vezes um indivíduo que se quer enxerga a droga

Comentário: A construção “um dos que” possibilita que o verbo esteja flexionado no plural, o que torna correta a alternativa.

 

QUESTÃO 03.

No texto CG1A01AAA, isola um trecho de natureza explicativa a virgula empegada logo após

a) “remoto” (L. 10)

b) “casos” (L. 12)

c) “traficante” (L. 17)

d) “vezes” (L. 21)

e) “indivíduo” (L. 24)

Comentário: A explicação isolada por vírgula se refere ao traficante: muitas vezes um indivíduo que nem mesmo vê a droga.

 

QUESTÃO 04.

No texto CG1A01AAA, funciona como complemento nominal a oração

a) “que compra de alguém umas poucas pedras de crack” (L. 13 e 14).

b) “que identifica a existência de crime organizado” (L. 26).

c) “que as organizações criminosas se tornaram mais precisas, mais profissionais” (L. 5 a7).

d) “de que tudo é crime organização” (L. 8 e 9).

e) “para facilitar as transações” (L. 19).

Comentário: No trecho: “Um erro na análise do fenômeno é a suposição de que tudo é crime organizado”, o nome SUPOSIÇÃO recebe o complemento nominal mencionado, a presença da preposição DE confirma essa assertiva.

 

Texto CGA01BBB

Não são muitas experiências exitosas de políticas públicas de redução de homicídios no Brasil nos últimos vinte anos, (…)

 

QUESTÃO 05.

O Pacto pela Vida é caracterizado no texto CG1A01BBB, como uma política exitosa porque

a) definiu, no estado de Pernambuco, um novo paradigma de segurança púbica, embasado em uma rede de ações de combate e de repressão à violência.

b) foi fruto de um plano acertado que elegeu a área de segurança pública como prioridade.

c) resultou em uma redução visível no número de crimes contra a vida no estado de Pernambuco.

d) teve como objetivos a redução da criminalidade é o controle da violência no estado de Pernambuco.

e) tratoua questão da violência como um problema social complexo e inaugurou uma estratégia de contenção desse problema compatível com sua complexidade.

Comentário:  o texto  trata do programa Pacto pela Vida, esclarecendo os objetivos e alguns resultados desse programa. Como a questão pede que se justifique por que a política é considerada exitosa, deve-se buscar os resultados percebidos por meio desse programa. Há dois trechos do texto que devem ser percebidos a fim de responder esta questão:

“Não são muitas as experiências de políticas públicas de redução de homicídios no Brasil nos últimos vintes anos, e poucas são aquelas que tiveram continuidade”.

[…]

“A implementação do Pacto pela Vida foi responsável pela diminuição de quase 40% dos homicídios no estado entre janeiro de 2007 e junho de 2013.

 

QUESTÃO06.

No texto CG1A01BBB, a partícula “se” foi empregada para indeterminar o sujeito em

a) “se deve destacar” (L.11)

b) “se pensa” (L.11)

c) “se considera” (L.12)

d) “associar-se “(L.15)

e) “definiu-se” (L.25)

Comentário: o trecho é “…quando se pensa em recuperar…”. Temos um verbo transitivo indireto no singular com a palavra se, ou seja, o sujeito é, por este motivo, indeterminado.

Outras opções:

“associar-se”: sujeito determinado

“definiu-se”: voz passiva sintética

“se deve destacar”: sujeito determinado

“se considera”: voz passiva sintética

 

 

QUESTÃO 07.

No trecho ”muitas autoridades públicas não só evitam associar-se ao assunto como também o tratam de modos simplistas” (L. 14 a 16) do texto CGA01BBB, o vocativo “como” integra a expressão que introduz no período de uma ideia de

a) Oposição

b) Proporcionalidade

c) Adição

d) Comparação

e) Explicação

Comentário: a frase traz uma locução conjuntiva construída por meio de uma correlação: “não só … como também”. Esta expressão tem valor semântico aditivo.

 

QUESTÃO 08

Assinale a opção na qual a palavra apresentada no texto CG1A01BBB, classifica-se, do ponto de vista morfossintático, como adverbio:

a) “Historicamente” (L.13)

b) “Modo” (L.15)

c)“Intenso” (L.30)

d) “Muitas” (L01)

e) “Quando” (L.11)

Comentário: palavras formadas com o sufixo “mente” são classificadas como advérbios.

<CLIQUE AQUI>

QUESTÃO 09.

De acordo com o manual de redação da presidência da república (MRPR), o aviso e o ofício são:

a) Documentos que compartilham a mesma diagramação, uma vez que seguem o padrão ofício.

b)Expedientes utilizados par o tratamento de assuntos oficiais entre órgãos da administração pública e particulares

c) Correspondências usualmente remetidas por particulares a órgãos do serviço publico

d) Modalidades de comunicação entre unidades administrativas de um mesmo órgão

e) Instrumentos comunicação oficial entre os chefes dos poderes públicos

 

< EDITAL AQUI >

Comentário: o MRPR traz a seguinte orientação: “Aviso e ofício são modalidades de comunicação oficial praticamente idênticas. […] Quanto a sua forma, aviso e ofício seguem o modelo do padrão ofício, com acréscimo do vocativo, que invoca o destinatário (v. 2.1 Pronomes de Tratamento), seguido de vírgula.”

 

QUESTÃO 10.

Considerando a disposição (MRPR), assinale a opção que apresentada o vocativo adequado para ser empregado em expediente cujo destinatário seja um delegado de polícia civil

a)Senhor delegado

b) Excelentíssimo delegado

c) Ilustríssimo delegado

d) Magnifico delegado

e) Digníssimo delegado

Comentário: “Delegado” tem como pronome de tratamento “Vossa Senhoria”. Os cargos tratados por “Vossa Senhoria” têm como vocativo “Senhor Delegado”.

 

QUESTÃO 11.

Ao Senhor

Antônio Santos

Avenida Beira Mar, nº 5000

50.000-000 – Recife/PE

Considerando as informações apresentadas, assinale a opção correta.

a) Caso essas informações constassem de um envelope de comunicação a ser enviada pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco para pessoa não pertencente ao órgão, a menção ao cargo do destinatário no envelope seria obrigatória.

b) Caso Antônio Santos fosse ministro da Defesa, o trecho Ao Senhor deveria ser substituído por A Vossa Excelência.

c) Tais informações são adequadas para compor o cabeçalho de um ofício.

d) As informações em apreço poderiam adequadamente compor o endereçamento designado no envelope de uma comunicação cujo destinatário fosse o governador do estado de Pernambuco, por exemplo.

e) As informações apresentadas poderiam constar de um aviso, uma vez que, nesse tipo de expediente, é necessário incluir na identificação do destinatário, o endereço para onde a correspondência será remetida.

Comentário: o MRPR mostra que o destinatário deve ser identificado pelo nome e cargo, apenas no memorando que é somente pelo cargo. Vejamos: “destinatário: o nome e o cargo da pessoa a quem é dirigida a comunicação”.

 

 

QUESTÃO 12.

Considerando que, conforme o MRPR, a finalidade do fecho de comunicações oficiais é arrematar o texto e saudar o destinatário, assinale a opção que contém o fecho a ser empregado corretamente em correspondência oficial a ser subscrita por um delegado de polícia civil e remetida para o secretário de Defesa Social do Estado de Pernambuco.

a) Gentilmente,

b) Respeitosamente,

c) Cordialmente,

d) Sinceramente,

e) Atenciosamente,

Comentário: Por se tratar de comunicação enviada para cargo de hierarquia superior (de Delegado para Secretário de Defesa Social), o fecho adequado é o Respeitosamente).

>> Gabarito extraoficial PCPE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here